Home > Dicas > Lesões no golfe

Lesões no golfe

Causadas por overuse, as lesões no golfe são comuns, por isso precisam de acompanhamento de fisioterapeutas e dedicação aos treinamentos

Lesões no Golfe - Disposição

Podemos iniciar nosso assunto de hoje, dizendo que o golfe é um esporte assimétrico, ou seja, utiliza muito mais um dos lados do corpo. E este é o principal causador de lesões neste esporte, já que assim causa um overuse de determinadas articulações, juntamente com um desequilíbrio muscular.

A principal queixa de jogadores de golfe, tanto no sexo feminino quanto no masculino, é a dor lombar. Isto porque, durante a tacada, o jogador é exposto a uma torção de tronco que normalmente exige cerca de 90% do pico de atividade muscular. Dessa forma, então, jogadores amadores que não possuem treinamento e técnica totalmente adequados tem maior chance de desenvolver uma lesão na coluna, a qual pode ser apenas uma dor ou chegar até mesmo a uma fratura vertebral.

Além das lesões na coluna, ocorrem também lesões no punho, cotovelo e ombro, que como já citamos, ocorrem por sobrecarga de uso e, principalmente, falta de técnica para realização do movimento.

Como estamos discutindo em praticamente todos os demais artigos, existe uma grande necessidade de o atleta, seja ele profissional ou amador, buscar um acompanhamento para que as lesões dos esportes sejam evitadas e acabem por limitar ou interromper sua prática.

Uma avaliação fisioterapêutica torna-se necessária para que desvios posturais, desequilíbrios musculares e alterações biomecânicas sejam detectadas. Assim, um treinamento específico pode ser realizado, visando equilibrar principalmente a musculatura abdominal com a paravertebral, a fim de se ter um tronco mais estável e evitar as lesões de tronco.  Lembrando que a correção postural, a flexibilidade, o condicionamento físico e o treino para a execução correta do movimento também devem fazer parte do treinamento do atleta.